Tribuna Tech Notícias
Tecnologia

Bolsas da Ásia fecham em alta, com chinesas impelidas por telecom e tecnologia

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta segunda-feira, 20, em meio ao forte desempenho dos mercados chineses, que foram impulsionados por ações dos setores de telecomunicações e tecnologia. Liderando os ganhos na Ásia, o principal índice acionário chinês, o Xangai Composto, subiu 2,06%, a 3.290,34 pontos. Menos abrangente, o Shenzhen Composto garantiu também ganho expressivo, de 1,72%, a 2.161,66 pontos.

Ações de telecomunicações e tecnologia se destacaram na China continental nesta segunda. O papel da China Telecom atingiu o limite diário de valorização de 10%, após a mídia estatal noticiar que a empresa está desenvolvendo um “chatbot”, software de diálogo baseado em inteligência artificial. Desenvolvedores de videogames também contribuíram para a alta, após artigo publicado no fim de semana destacar as contribuições econômicas e tecnológicas da indústria de jogos.

Como era amplamente esperado, o banco central da China (PBoC) manteve nesta segunda-feira suas principais taxas de juros inalteradas por mais um mês. A taxa de juros de referência para empréstimos (LPR, na sigla em inglês) de 1 ano continua em 3,65% e a LPR para empréstimos de 5 anos segue em 4,30%.

Em outras partes da região asiática, o dia também foi de ganhos, ainda que mais modestos. O Hang Seng avançou 0,81% em Hong Kong, a 20.886,96 pontos, também favorecido pela notícia sobre a China Telecom, enquanto o japonês Nikkei teve alta apenas marginal em Tóquio, de 0,07%, a 27.531,94 pontos, o sul-coreano Kospi avançou 0,16% em Seul, a 2.455,12 pontos, e o Taiex subiu 0,46% em Taiwan, a 15.551,23 pontos.

Na Oceania, a bolsa australiana ficou levemente no azul, graças a ações de grandes bancos domésticos. O S&P/ASX 200 avançou 0,06% em Sydney, a 7.351,50 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.

Related posts

As redes sociais são viciantes? Veja o que a ciência diz

Rollang Barros Tenis

Como a tecnologia ajuda a melhorar a vida das pessoas

Rollang Barros Tenis

Padrinho da IA se arrepende por desenvolver a tecnologia

Rollang Barros Tenis